Brócolis: como cozinhar, como escolher e armazenar?

Estamos em plana safra deste alimento incrível. Já coloquei aqui a minha receita favorita de brocolis mas hoje vamos aprofundar um pouco mais neste tema.

Origens

O nome brócolis vem do italiano “brocco” que significa “empurrar”.
Os brócolis pertencem à vasta família dos legumes cruciferos, como todas as outras couves (couve verde, couve roxa, couve-flor, couve-de-bruxelas…), bem como nabos, agriões e rabanetes. Nós os cultivamos para desfrutar de seus rebentos florais e carnudos, com cerca de quinze centímetros de comprimento.

História e características

brócolis eu como sm

Originalmente o brócolis é uma couve de origem selvagem que cresceu na costa do Mediterrâneo, muito popular em diversas regiões do que hoje é a Itália. O brócolis era um dos vegetais mais consumidos no império romano, eles costumavam a cozinha-lo em azeite de oliva, vinho branco e alho.

Na França, foi introduzido por Catarina de Médicis, esposa do rei Henrique II, no século XVI.

 

Como escolher

 

Escolha brócolis com folhas verdes, caules firmes e bouquets apertados.

 

Como armazenar

Guarde-o embrulhado num saco de papel ou plástico no geladeira durante 4 a 5 dias.
Ele também congela muito bem, ser for branqueado por 5 minutos em água fervente e cuidadosamente drenado.

 

Como cozinhar

Leva junto com as folhas de baixo de água corrente, corte o caule e cozinhe as flores brevemente: não mais de 5 minutos a vapor, 7-10 minutos em água fervente ou 6-8 minutos no microondas. Os folhas depois de lavadas podem ser cortadas em tirar e refogadas com um pouco de manteiga e alho, uma verdadeira delicia!
Para preservar a bela cor cor verde das flores de brócolis, mergulhe-as em água gelada durante alguns segundos assim que estiver cozinhado.

 

Caules e tronco de brócolis também podem e devem ser comidos

tudo sobre brócolis

Estamos em tempos bicudos e um bom alimento (se possível orgânico) custa caro, então temos que aproveitar tudo que ele nos oferece correto?

Quando tiver recuperado as flores do seu brócoli, sobrará um pé e, no topo, os seus caules.
Separe o caule (que é a parte mais macia) do tronco pois você poderá utilizar sem mesmo precisar descascar.
O troco é muito mais fibroso. Você deve descasca-lo, para remover as partes muito duras.

Agora você pode quebrar tudo em pequenos cubos e cozinhar, como fez com as flores, na água ou no vapor, se quiser adicione mais 1 ou 2 minutos no tempo de cozedura.
E uma vez macias o que fazer com elas? Bom vou te contar uma coisa, sabe que gosto elas tem? de Brócolis! Use-as para fazer um sopa, um puré, tudo que for mixado! o gosto será o mesmo!

Como comer

 

Ele é um verdadeiro coringa!

Você pode come-los cru! Sim sim sim! Mergulhando ele em um molho de iogurte ou no hommus.

Você pode gratinar, servir em salada (neste caso cozinhe lembre de cozinha-lo bem ‘Al dente), pode saltea-lo em uma frigideira, fazer um purê ou mistura-lo ao purê de batata, fazer uma sopa, um flan…

 

Receita: Gratin de Brócolis e Cogumelos

receita como brócolis

600g brócolis
300g cogumelos
2 ovos
250g de creme de leite fresco (pode ser de caixinha)
1 colher de sopa de azeite
1 ramo de tomilho
1/2 bouquet de Salsinha
Sal
Pimenta

Desflore os brócolis e mergulhe-os em água com sal fervente e deixe por 7 a 8 minutos ou cozinhe no vapor por 4 a 5 minutos, retire drene bem e reserve. Limpe os cogumelos, remova a ponta de terra e corte-os em fatias. Lave a salsinha e pique.

Aqueça o azeite numa frigideira e salteie os cogumelos 5 minutos com a salsinha.

Pré-aquecer o forno a 200 graus. Disponha os brócolis e os cogumelos num prato gratinado. Misture os ovos e o creme em uma tigela, tempere com sal e pimenta e adicione o tomilho, misture. Despeje a mistura na forma e leve ao forno por 20 minutos. Sirva quente.

 

Quer mais receitas com brócolis: clique aqui e aqui.

Escreva um comentário