Baci di Dama, receita.
A história é simples como o vento minha amiga italiana me serviu para acompanhar meu café um Baci di Dama, gostei tanto que pedi um outro. Com vergonha de pedir um terceiro pedi a receita.
O nome poético baci di dama (beijos de dama) e a textura da massa me conquistaram de cara. Não é um biscoito leve e delicado, ao contrario é rico, consistente e com um sabor marcado de avelã.
baci di dama
baci di dama receita

Origem: Piemonte

Sua origem remonta ao século XIX e é envolta em uma aura de lenda. Parece que foram criados por um pasticcere em Tortona, no Piemonte, mas outros acreditam que foi um dos chefs da casa de Savoia que os fizeram pela primeira vez em 1852, quando Vittorio Emanuele II – na época ainda apenas rei da Sardenha – pediu a seus cozinheiros que criassem algo novo.

Beijo de Dama

Ao pesquisar a origem de seu nome também encontrei duas versões um delas diz que vem da maneira como as duas metades do biscoito são unidas por uma fina camada de chocolate, como se fossem duas bocas que se tocam delicadamente uma na outra. E a outra diz que se chama assim pois parecem a boca de uma mulher ligeiramente aberta, que lindos lábios deveria haver esta dama então não ?

Baci di Dama: Amêndoa ou Avelã?

A receita original é feita com amêndoas torradas, mas há uma sua variação bastante popular, onde no lugar das amêndoas são usadas avelãs. As avelãs são um produto típico do Piemonte e quintessencialmente outonal, fazendo destes baci di dama uma sobremesa perfeita para esta época do ano. Os outros ingredientes permanecem os mesmos: manteiga, farinha, açúcar e uma pitada de baunilha.

Produto Italiano Tradicional

Os Baci di Dama di Tortona possuem uma denominação PAT, o que significa que são considerados um “prodotto agroalimentare tradizionale”, um produto culinário tradicional da Itália. Todos os produtos PAT devem ser feitos seguindo métodos e receitas tradicionais, utilizando apenas os melhores ingredientes.
O chocolate usado para encher baci di dama é muito importante: embora algumas receitas (como a minha) propõe cremes de chocolate ou chocolate gianduja derretido (um chocolate preto com alto teor de avelãs, também típico do Piemonte), a tradição exige simplesmente chocolate amargo de alta qualidade, contendo pelo menos 60-70 % de cacau.
Apresento aqui a minha receita de baci de dama, feita com farinha de avelã e farinha de amanedoas feita em casa misturada. Se você gosta e quiser fazer só com amêndoas ou só com avelãs fique a vontade. Basta substituir as avelãs pela mesma quantidade de amêndoas e vice versa.
Elas se guardam bem por uma semana (exceto quando está muito quente, nesta caso conte apenas 3 a 4 dias) e podem ser congeladas por até 1 mes. São perfeitas para acompanhar o café ou uma pausa gourmand.

Baci di Dama

para 20 biscoitos
Prep Time 10 minutes
Cook Time 15 minutes
1 15 minutes
Total Time 25 minutes
Porções 5

Ingredientes

Para a massa de biscoito:

  • 150 g de farinha
  • 150 g de manteiga cortada em cubos e amolecida em temepratura ambiente tire da geladeir, corte em cubos e deixe fora da geladeira por cerca de 30 minutos
  • 40 g de açúcar mascavo
  • 80 g de açúcar demerara
  • 75 g de farinha de amêndoa se quiser pode fazer em casa, pesa 75g torre e moa quando esfriar, não é necessário tirar a casca
  • 75 g de farinha de avelã se quiser pode fazer em casa, pesa 75g torre e moa quando esfriar, não é necessário tirar a casca
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de pó de baunilha

Para o recheio de chocolate :

  • 80 g de chocolate amargo derretido em banho-maria ou microondas em baixa potência.
  • 25 ml de creme de leite de preferencia fresco

Para o recheio de creme de avelãs e chocolate :

  • 150 g de purê de avelã se quiser pode fazer em casa, pesa 150g torre e quando esfriar, passe no processador até virar uma pasta
  • 80 g de massa de chocolate amargo derretido em banho-maria ou microondas em baixa potência
  • 25 g de açúcar de confeiteiro

Preparo

  • Em uma tigela grande, trabalhe a manteiga com a aujda de uma espatula até ficar bem pastosa,
  • Junte os açucares e misture com a espatula bem até incorporar
  • Junte a farinha de amêndoa e a farinha de avelãs e misture até incorporar, acrescente a baunilha, o sal e misture.
  • Ao junte a farinha e misture inicialmente com spatula e depois amasse ligeramente a massa com as mãos para que fique homogênea e formar uma bola. Não trabalhe demais a massa. Cubra a massa com papel filme e deixe descansar na geladeira por 1 hora para firmar a massa.
  • Pegue pequenos pedaços de massa e forma 40 pequenas bolas entre as palmas das mãos (cerca de 2-3 cm de diâmetro e com cerca de 14g cada uma). Coloque-os em uma assadeira e volte para a geladeira por mais 30 minutos.
  • Enquanto isso faço o recheio : e ambos os casos acima, uma vez o chocolate derretido, fora do fogo basta acrescentar o restante dos ingredientes e misturar até obter a consistencia de uma pasta. Se tiver um saco de confeiteiro coloque esta pasta de chocolate dentro do saco, isso ajudara na hora de rechear. Se estiver muito calor ou o recheio de chocolate estiver muito mole, deixa-o por cerca de 10 minutos na geladeira para endurecer um pouquinho.
  • Asse por 15 minutos a 160°C. Observe o processo de cozimento, os biscoitos não devem ficar dourados. Quando saem do forno, ainda estão um pouco moles e endurecem à medida que esfriam. A borda e a parte inferior devem ser ligeiramente duras e o centro do biscoito deve ser macio. Deixe-os esfriar completamente , se possível em uma grade, antes de rechea-los
  • Usando o saco de confeiteiro ou uma colher, coloque um pouco do chocolate na parte plana de um dos biscoitos e cubra com o outro biscoito.

Escreva um comentário

Loading cart ...