Antes de começar vou explicar o porque de termos que comer menos carne.

Há muitas boas razões para comer menos carne hoje em dia

Comer carne tem um grande impacto sobre o ambiente.

O desmatamento para abrir caminho para o gado, juntamente com as emissões de metano dos puns das vacas e o uso de fertilizantes, cria tanta emissão de gases de efeito estufa quanto todos os carros, caminhões e aviões do mundo.
As práticas usadas na criação de rebanhos colocam em risco de extinção uma quantidade massiva de outros animais, além de gerar uma poluição significativa de córregos, rios e futuramente, oceanos.

Os cientistas advertem que são necessárias enormes reduções no consumo de carne para que o mundo possa evitar mudanças climáticas perigosas.  Pesquisadores disseram que será necessária uma mudança global para uma dieta “flexitária” para ajudar a evitar que o aumento da temperatura global ultrapasse um limite de 2C acordado pelos governos.

A produção de carne é uma ameaça real aos recursos de água do planeta. Todos nós tentamos fazer esforços diários para poupar a nossa água, como fechar a torneira quando escovamos os dentes ou tomar duches mais curtos. Mas o que não sabemos é que ao comer carne, desperdiçamos enormes quantidades de água. São necessários em média 7.900 litros de água para produzir apenas 1 quilograma de proteína animal isso equivale a 68 banhos!

(peguei todas estas informações no The Guardian)

Evoluir os hábitos

Além disso comer menos carne pode ser bom para a sua saúde.
Bom para a sua carteira. E ainda por cima pode ser divertido e desafiador.  

Uma vez que você cozinha e come menos carne, você vai ver um novo universo de receitas e ingredientes no seu repertório de refeições semanais. Veja que ninguém esta falando em para de comer carne. Não é essa a idéia. Ninguém quer que você mude completamente seus hábitos, a proposta é de evoluir.
A idéia é diminuir, comer conscientemente e sobre tudo comer animais criados de maneira sustentável, com respeito ao meio ambiente e tratados com dignidade. 

comer menos carne

Aqui estão dez deliciosas estratégias (com os devidos links para algumas receitas) para ajudar a começar está evolução:

PARA INICIAR:

Estratégia 1: Coma ovos, mas como ovos orgânicos

comer menos carne

As galinhas são tradicionalmente alimentadas com uma mistura de milho e soja, culturas que convencionalmente requerem grandes quantidades de fertilizantes sintéticos, pesticidas e herbicidas. Gases de efeito estufa, como o dióxido de carbono e o óxido nitroso, escapam para a atmosfera como exacerbando a mudança climática. Pesquisadores da Universidade de Oviedo concluíram que a produção convencional de ingredientes em rações é o componente mais nocivo da produção de ovos para as condições ambientais.

A outra fonte de contaminação ambiental resulta do uso desenfreado de antibióticos nas galinhas poedeiras. A superpopulação gera doenças nas fazendas fabris. Para lidar com esta questão, os produtores de ovos convencionais administram antibióticos às galinhas através da sua alimentação e/ou água, com grande parte da sua lixiviação para o solo e bacias hidrográficas.

Produzir ovos de forma orgânica e, portanto, responsável, deve ser a solução para truncar estas duas principais fontes pontuais de poluição da indústria dos ovos.

Isso posto devo dizer que ovos são um ingrediente um incrível. São uma grande fonte de proteínas, podem ser encontrados em qualquer lugar e são a base de muitos pratos diferentes.
Mais receitas aqui e aqui e aqui 

Estratégia 2: Use Carne como Condimento (se acha que vai ser difícil, começe sem radicalismo)
Às vezes, tudo o que você precisa para transformar um prato de legumes em um prato principal satisfatório é  um pouco de carne cheia de sabor, como bacon, presunto, salame, pancetta ou linguiça. Todos estes ingredientes adicionam grande sabor em pequenas quantidades. Utilizar a carne curada em pequenas quantidades com tempero de legumes e grãos, ao invés de comer um beef ou hambúrguer pode ser um bom ponto de partida.

Estratégia 3: Dê aos vegetais uma chance e ABUSE deles!

comer menos carne
Mude a forma como você enxerga as porções de uma refeição e faça farto prato. Estou falando de efetivamente uma quantidade bem maior do que o habitual de vegetais assados ou salteados. Desta forma, você pode servir uma quantidade menor de carne e ainda vai se sentir satisfeito. Tente usar vegetais como uma cama para essa porção menor de carne.

Mais rês maravilhosas receitas nessa pegada são essa , essa aqui e essa tambem 

Estratégia 4: Transforme Salada em Refeição
As saladas são, pela sua própria natureza, menos – refeições de carne – e são incrivelmente versáteis. O segredo para fazer uma salada digna de jantar é uma mistura generosa de ingredientes interessantes: muitas verduras, muitos complementos satisfatórios (como nozes, queijos, ovos sozinhos e abacate) e molhos com bastante sabor.
*se achar absolutamente necessário, neste inicio, voce poderá adicionar uma pequena quantidade de proteína – alguns camarões ou pequenas fatias de frango.

PARA CONTINUAR:

Estratégia 5: Descubra os grãos

comer menos carne
Grãos são excelentes bases para jantares sem carne. Posso quase afirmar que seção de cereais do seu supermercado (ou loja de produtos naturais) está cheia de variedades que pode não ter nunca experimentado, desde cevadinha e bulgur até quinoa e painço. Muitos destes grãos são boas fontes de proteína, fáceis de preparar, e podem ser feitos com antecedência.

Estratégia 6: Adicione o sabor “Carne”

comer menos carne
Existem alguns ingredientes com um sabor tão característico (o que os japoneses chamam de “umami”, ou o quinto sabor) que eles podem fazer um prato sem carne com sabor a carne. Use qualquer um deles com legumes, grãos, legumes ou massas, que posso quase que te garantir: você sentir falta de carne. São eles:

– cogumelos salteados ou secos
– berinjela assada
– tomate seco
– nozes e manteigas de nozes torradas
– cebola, alho poró  caramelizadas
– miso

Estratégia 7: Tofu

comer menos carne
Não precisa de ser vegetariano para comer tofu. O tofu extra-firme é carnudo e versátil, o que o torna uma boa opção às  em noites sem carne. A grande vantagem do tofu é que ele absorve os sabores dos ingredientes com os quais é cozinhado. Experimente adicioná-lo a sopas, batatas e cerais.

Estratégia 8: Estipule um dia da semana para não comer carne
A carne pode sumir dos nossos pratos se nós a deixarmos partir, tente ficar sem carne durante um dia fixo da semana, você ficará surpreso de quão fácil e satisfatório isso pode ser.

Estratégia 9: Vá a restaurantes vegetarianos

comer menos carne
O que pode ser mais fácil do que ir direto aprovar o que as pessoas que não comem carne cozinham?
Está uma excelente maneira de descobrir novos sabores.
A cozinha vegetariana é muito extensa e algumas culturas têm uma grande tradição de vegetarianismo. Por que não se inspirar nelas?

Estratégia 10: Manter a variedade

Tenha um repertório de receitas versáteis à mão. Experimente uma massa de pizza caseira com uma variedade de coberturas sem carne, ou arroz com uma variedade de suplementos sem carne. Os molhos simples de tomate fresco para massas também são infinitamente variáveis. Em dias corridos, ao invéz de testar uma nova receita vegetariana todos os dias, é mais fácil vegetar o que você já gosta de comer.

Quer muuito mais idéias de prato sem carne? Clica aqui!

 

Escreva um comentário

Loading cart ...